mudança de rumos

Desde que acordei me dei conta de como há uma mudança radical de prioridades no comportamento do ser-humano… contemporâneo ou pós-moderno.

Nos são oferecidas muitas escolhas, mas as histórias se repetem. No fundo parece não haver escolha alguma, ou força racional que nos faça mudar. Pagamos alguém para tomar conta do que é nosso, usamos muito mais o que não é nosso do que o que realmente é. A bolsa, … ai ai a bolsa de valores, sempre bato nessa tecla, por motivos tão óbvios que chegam a ser invisíveis pela maioria. Os bancos quebram, aqui entram em greve por condições mais dignas de remuneração, mas muitos milhares passam fome e necessidades. Parece mais fácil manter distante ou nos posicionarmos como ignorantes.

O cara vende balas aqui na frente do trabalho, ele conhece a maioria das pessoas que trabalham ao redor, provavelmente convive, e bem, até com os bares, padarias e mercadinhos que concorrem vendendo as mesmas guloseimas que ele. O que me chamou atenção nem foi o fato da informalidade, mas foi uma caixa, grande, de uma empresa, mega. Estampada com a assinatura da Souza Cruz e um enorme selo escrito “aqui tem: responsabilidade social”. Eles nos oferecem escolhas, na verdade não forçam ninguém a nada, as pessoas se matam por escolha própria, mudam apenas os sabores, o teor tóxico, a embalagem ou o status. Sabe-se lá quanto ao rombo em termos de desmatamento e o despejo de resíduos tóxicos, exploração de trabalho barato, riqueza gasta em propaganda, construção de um império de cultura viciada e introspectivamente dependente. E mesmo assim estampam discurso de responsabilidade social. Só se for a responsabilidade sobre esse monte de males causados ao ecossistema psíquico da cabeça poluída humana.

Perca de valores, perca de rumos, enfim… “rape me my friend” (NIRVANA), não parece tão ruim.

Anúncios

2 pensamentos sobre “mudança de rumos

  1. Gostei muito do paragrafo sobre a “responsabilidade social”, marca registrada de quem degrada, um tipo de não me processem porque eu sou responsável voce não (quem mandou fumar, se ta morrendo o problema é seu).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s