quando te conheci já sabia amar, mas não sabia que podia amar diferente

Uma das coisas mais preciosas que aprendi com meus amigos foi sobre amor. Se tem uma forma de aprender as coisas, a melhor delas, na minha opinião, é vivendo, vivenciando, sentindo elas. Amar é coisa que se fala e se ouve todo dia, mas nesse sentido, tome cuidado, pode ser só da boca para fora, é só palavra, significante sem significado. Lemos em livros, em cartas, em meios digitais, lemos escrito em nuvens, ou simplesmente imaginamos sem ao menos ter nuvens no céu, vem à nossa cabeça, coração, na ponta da língua ou na ponta do lápis, é de cultura, e até da falta dela, é simples, é complexo. É verbo, ação, substantivo, apelido carinhoso, sentimento, harmonia… é tudo.

Acredito que foi da proximidade de dois grandes amigos que comecei a me dar conta do que era amor. Pode parecer estranho, bobo, alguém pra lá de idade, depois da adolescência, só se tocar sobre isso depois de tanto tempo. Não acho que foi só com isso que comecei a sentir amor, ou querer isso, mas foi o momento em que comecei a perceber, parar e refletir sobre isso. Pronto, já não era mais cartinha boba de primário, nem declaração vazia, nem coisa que só se lia em livro ou se via em filme. Estava ali, ao meu lado, dentro de mim. Daí que me dei conta que amava mais pessoas do que imaginava. Percebi que família são aquelas pessoas próximas, à nossa volta, com que compartilhamos momentos e experiências, com quem podemos contar sempre. Aprendi o significante, percebi. Que bom! Mais que palavras, adorar, amar, era algo pulsando forte. Agradeço enormemente a essas pessoas, e algumas outras que me fazem até hoje poder dizer: “eu te amo”. E que bom que são pessoas tão importantes para mim.

Quando conheci uma pessoa incrível, me apaixonei de uma forma diferente pela vida. Ela me mostrou uma nova forma de amar. Quando achava que o amor era tudo, percebi que tudo ele não seria se não fossem as pessoas, e que ele não precisa ser tudo, mas é enormemente grande e intenso, e existe de várias formas. E não existe certo e errado, e não existe e nunca existirá amar mais ou menos, amar mais um que outro. Existe amar, de várias formas, mas nunca com hierarquia, apenas diferenças, mas todas num mesmo e intenso nível, o absoluto.

Essa pessoa me fez encantar, cantarolar, rir e sorrir, me deixar levar, me apaixonar tão intensamente, que hoje, o que mais quero da minha vida é poder amar eternamente. Hoje o que faço é pensar e desejar mais e mais, e assim quero acreditar que seja, para sempre. Hoje ela é minha prioridade, meu caminho, minha luz, minha companheira, minha fonte de inspiração, minha fonte de alegria, é a pessoa que me completa. Nada mais é tão importante que ela.

E pertinho de completar 2 anos de namoro, Lili, o que mais tenho é que te agradecer por tudo que sempre demonstra e sente por mim, e por me fazer sentir o mesmo por você. E te dizer que o que mais quero, é poder fazer da nossa vida algo maravilhoso e intenso, verdadeiro, sincero e puro. Eu te amo muito.

Obrigado meus amigos (Bruno, Joel, Luh, Rafaela, Thay, Dri, Daniel …) por tudo isso.

E obrigado Lili, por me fazer querer ser seu para sempre. =)

Anúncios

19 pensamentos sobre “quando te conheci já sabia amar, mas não sabia que podia amar diferente

  1. Ahh! Que lindo! Sei exatamente do que você está falando, desse amor cumplice sem apegos egoistas. Ficaria horas aqui falando sobre isso, mais o seu texto já diz tudo.

    Parabéns para você, parabéns para a Lili e que Deus abençõe e proteja esta união.

    Bjos no coração!

      • Nossa, quanto tempo desse texto. Obrigado por comentar agora, e me fazer ler novamente. Muita coisa mudou… mudou e… não foi como imaginamos. Mas ainda acredito e muito e guio minha vida romanticamente acreditando no amor. É algo que quero ter sempre registrado no meu ser.
        Obrigado Cris, por ter feito eu vir me revisitar, depois de tantos anos.

  2. Olá Rogério, belo texto.
    Penso, como tu, que não existe outra possibilidade de construirmos nosso saber sobre o mundo, que não seja pela via das nossas experiências, vivências. Sejam estas boas ou nem tanto.
    Grata pela visita ao “Inspirar”.
    Voltarei.
    Abraços.

  3. Nossa Rô belissimo, muitas vezes penso assim, mas não consigo por para fora de uma maneira tão aberta, bonita e pronfunda como fez.
    Descobrir o mundo é como abrir caminhos ara uma criança, descobrir o amor, é abrir caminhos para um mundo melhor do que nossos olhos vêem, mas que o coração vê.

    é tão bom ver vocÊ tomando esse caminho, porque é um dos mais bonitos e prazerosos ^^

    Você é um grande amigo obrigado pelas palavras ^^
    Te amo tbm
    =**

  4. É verdade… Até concordo que amor possa ser falado, possa virar verbo. Desde que isso seja consequência do que é vivido, de fato. Palavra quando não tem corpo, o vento leva. Mas é mais simples (e por isso acho lindo) que não precise ser dito… Entender tem muito mais a ver com sentir, você deve saber.

    Adorei o post!
    Felicidade pra vocês!!!
    Beijo!

  5. Lindo! Acredito também que no amor não existe hierarquia, apenas diferenças. É verdade, não amamos do mesmo modo, cada pessoa recebe de nós um amor diferente.
    Obrigada pela visita!
    E parabéns pelo anoversário de namoro!

  6. Mas q declaraçao linda… a sua namorada e a tds as pessoas que vc ama.
    É difícil se abrir sim, vc conseguiu isso muito bem.

    Parabéns a vcs dois, q venham mais mil aniversários assim, apaixonados.

  7. O amor é a cola de tudo, de todos nós. Por ele vivemos. Sua presença ou sua falta em nossas vidas orientam nossas ações, nosso estado de espírito e quem somos. Parabéns pelo texto. Aqui temos o amor na forma da paixão em um casal. Isso faz a vida ter um valor e uma cor absolutos. Desejo felicidade a vocês.

    Por acaso escrevi algo sobre o tema recentemente e disponibilizo aos interessados aqui
    http://trink.wordpress.com/2008/11/21/mulheres-bonitas/

    Com amor, um abraço a todos.
    Luciano

  8. Steve Jobs falou sobre isso num discurso maravilhoso numa universidae americana. Se quiser, depois me cobra que eu te passo o link. Ele disse, resumidamente, que as pessoas são mais felizes quando têm pelo menos alguma coisa a que amar nessa vida. Eu concordo plenamente. Seja uma Lili especial como a sua, seja um trabalho, seja a si mesmo. Sem amor a vida carece de sentido. Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s