saudade

Achei que fosse forte o suficiente
por não sentir saudade
um jovem tolo, inconsequênte
por não provar da verdade
talvez seja mesmo esse idiota
por ser fraco, me entregando
me dar conta só agora
quando estou precisando

desculpe, mas sinto estar longe
saudade do que nunca tive
saudade do que estava perto
e nunca me dei conta

sua voz ao telefone não me dá mais o conforto
ao desligar passa o efeito
sua voz ao telefone não me dá mais o encanto
acho que não há mais jeito
pois a noite é fria
eu achava isso que era bom
nem percebi o quanto doía
estar mergulhado na solidão.

————————————————–

Mais um texto antigo, um tempo em que eu me questionava sobre um monte de coisas. Do início (janeiro) de 2006. Relembrando os antigos textos, tinha muita coisa interessante no meu Fotolog, era quase um diário (não diário) de desabafos sinceros. Por isso resolvi publicar de novo.

=)

Anúncios

2 pensamentos sobre “saudade

  1. Saudade sempre será um jeito de expressar quem somos. No passado ou no presente. A saudade, o que fazemos na saudade, dileia também – no meu modo de ver – os passos que deremos na terra do coração no futuro. Belo poema.

    Um abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s