chora

Tão seco, tão abafado, tenso e quente
… que a pele urbana rasga
o tecido dilata, contrai
pouca área de respiro, mas transpira um vapor quente

tão quente, vem de cima, de baixo, de dentro
o interno trasnborda, confunde com o externo
o sol e o calor castigam
a superfície está em estado crítico, atmosfera saturada

chora
que de lágrimas necessitamos todos
pra rogar ou pra benzer, por lamentar ou por comemorar
chora que é preciso refrescar

caem do céu esperanças em gotas
a pele urbana banha-se nessas lágrimas
a superfície nem está mais acostumada a absorver tanta água
mas é um alívio depois de tanto tempo.

Anúncios

3 pensamentos sobre “chora

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s