caranquejo

Pés no alto da cabeça
cabeça nas nuvens

Pés nas pontas dos dedos
dedos surdos
mas tateiam enxergando quase tudo

Pés nas relvas corporais
de arrepiados pêlos
e porque não, mas não sabemos
esquisitos somos

Andamos de lado, sem rumo
andamos andamos… e andamos
andamos descalços e desnudos
andamos covardes e sujos

Andamos a vida
andamos breve
andamos surdos e mudos

Andamos sós
andamos mulas, andamos burros

Andamos na grama, na cama, no corpo, no samba
andamos sorrindo
andamos sisudos

Para o lado andamos, andamos pro alto e avante
para frente e para trás
andamos até não poder mais
mas quanto mais andamos percebemos
(percebemos?)
se não nos tocamos, mas há caminho longo pela frente

E para os lados, e por todo canto.

Anúncios

4 pensamentos sobre “caranquejo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s