dai-me (2)

Dai-me fraqueza
pois me agrada não ser da realeza
encostar-me em flores, tortas paredes
viver a vida, a cor da beleza

Dai-me paz
de encanto, encantos mil
servil e passional
nunca escravo, nunca senhor

Dai-me alegria
pois de riso a vida se faz
de encanto, encontro, o coração se preenche
de plena que a vida é quando é vida.

~ ~ ~

> Inspirado (ou continuação) num outro post: dai-me

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s