lembrar de ser feliz agora *

De tanto reclamar caem por terra as certezas, caem as esperanças, os mapas se perdem, as soluções diante dos nossos olhos ficam camufladas nas inseguranças e ignorância nossa de cada dia.

Perdemo-nos na burrice de dar murros em pontas de faca, e ao contrário do que possamos imaginar, elas são sim sempre muito afiadas, ou nossa carne e ossos são fracos o suficiente para derramar sangue. E quando mais escorre e espirra, mais nos cega. Ao menos chegará o limite em que cegueira será tanta que diante de tal abismo ganhamos a chance de esclarecimento e podemos repensar se é aquilo mesmo que queremos fazer, se é aquilo que queremos para nós mesmos.

Diante das dificuldades, se nos entregarmos em reclamações e lamentações, mais nos colocamos para baixo. Como me foi dito por várias vezes esses dias, é melhor levantar, avaliar e seguir em frente. Quanto mais nos fecharmos, mais difícil se torna, é então a hora de trabalhar e batalhar ainda mais, independente do que possa vir pela frente, mas tentar canalizar e produzir para enxergar novos horizontes.

~ ~ ~
Ouvindo: Jota Quest

~ ~ ~
* “Lembrar de ser feliz agora“, de Os Replicantes

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s