árvores


Gosto das cores das árvores, das formas das árvores, do emaranhados de galhos, folhas, dos seus volumes. Gosto da beleza sutil, da beleza profusa, de como elas de misturam, na verdade quase se abraçam.

Acho tão bela a maneira da natureza de pesquisas cores, tons, e tantas variações inimagináveis. Surpreende-me como é rica, como fascina, encanta, conquista, como um convite ao arco-íris de possibilidades, aconchegante e leve. Adoro olhar os morros, montanhas e beiras de estradas e serras com tão rica flora e fauna. Cada curva de estrada dispensa por completo a palavra monotonia, pois cada centímetro revela novas formas. Me encanta ver tanto verde: verde bandeira, verde folha, oliva, amarelado, azulado, musgo, água…

Rebanhos lá no alto dos morros, tão íngremes que nem faço ideia de como foram parar lá. Cachorros andando livremente, cavalos, riachos, grama, flores, frutas nas beiras da estrada. Cercas frágeis, limites demarcados só por constar, parece que espécie humana não passa já há algum tempo por ali.

Que boa sensação, vento leve e fresco no rosto, cheiro natural, até os raios encontram brechas entre nuvens para apreciar a beleza aqui de baixo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s