reticências

Vinte e oito anos
uma vida inteira pelas costas
memórias, lembranças, esquecimento, desgostos e vitórias
e mais uma vida inteira pela frente

nessas horas não importa o tempo decorrido
os anos, minutos, segundos
tudo cai por terra no esquecimento
ou nos altares da mais louvável biografia
que no fundo se presta apenas ao deleite pessoal
ou a poucos interessados
ou de desprendimento, algo que nem nos importe mais no futuro
que ganhem vidas próprias nas interpretações alheias
viver outras vidas sem mesmo sabê-las

importa o que fica, o que registrou na memória
o que sempre contribuiu e contribuirá

mais quantos anos pela frente?
não sei
expectativas
mais trinta ou quarenta?
não sei

prefiro pensar em mais trezentos e sessenta a cinco
cada dia uma nova vida, novas histórias
posso então viver mais algumas centenas de anos
eterno não sei, mas com mais possibilidades

hoje é um ano inteiro
início, meio e fim
o fim de hoje esbarra e impulsiona o início de amanhã
acordar para uma nova vida
renascer como criança
amadurecer e crescer a cada dia
tatear o novo
reticências são possibilidades.

Anúncios

Um pensamento sobre “reticências

  1. Pingback: desabar… desabafo | devaneios viscerais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s