perdão

A mais ninguém deveria pedir perdão senão e pincipalmente a mim mesmo. Não é nenhuma demonstração de ego ou papinho pra fazer charme. Mas se errei, fiz antes comigo mesmo. Nunca foi minha intenção levantar ofensas, a voz, dizer ou fazer besteiras, nem desejá-las. Nunca tive intenção em magoar ninguém. Esses coisas quando acontecem doem em mim, antes um pouco, depois muito mais. Meus erros são meus, quando me entreguei em fraquezas, quando caí em dúvidas, até quando venci sem perceber que deveria vencer junto. A todos que magoei: perdão. Não cabem argumentos nem justificativas. Se me cabe humildade, espero que sirva para me redimir. A mim mesmo: perdão, mas dos inúmeros erros, talvez cometa mais uns tantos. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s