minha busca

IMG_4493_2

Se tiver que vir e te falar isso todos os dias, eu virei. Se preciso for rabiscar trapos velhos, guardanapos usados, rabiscar livros e mais livros nas mãos, arrancando a pele, extrair toda essência de um coração já baleado da vida. Que mil anos venham, o feitiço continuará a me consumir, a me fazer buscar até o infinito. Que ritmo doido leva e traz essa vida? Que destino impossível é esse que quero tentar? Impossível é só aos outros que não me cabem em pensamento. Cada neurônio e cada pulsar no peito gritam uma melodia, um mantra. E hipnotiza meu querer. E não vai me deter.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s