embaralhado


Tudo parece misturado em uma enorme caixa sem fundo jogada chacoalhando dentro de um caminhão de mudança pulando entre quebra molhas e buracos. Passei correndo esses dias e achei que vi a vida e oportunidade passando. Não consegui olhar para trás e certificar ou saber se era verdade. Preferi acreditar mais na dúvida do que na certeza. Segui me arrependendo. Não adianta me queixar de não saber mais quem são as outras pessoas ao meu redor, quando dentro de mim nem eu sei mais quem sou. Embaralhado entre imaginar e fazer contas, entre sonhar e acordar em alerta, entre o choro e a raiva. Embaralhado entre entre ser eu e ser migalhas. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s