quando deixar de ser um merda


Tem dias que amanhecem nublados, como escurece a visão por não enxergar mais que palmos adiante. Como na vida também escurece a percepção, deixando de ter sentido, de sentir, perdendo entendimento literal do que se passa. 

Viver entre altos e baixos, entre risos, entre êxtase de alegria e choro calado sozinho, quando baixa a imunidade, a coragem, a vontade e o saber das escolhas. Quando faltam palavras a definir ou explicar. Quando deixo de parecer um merda e passo então a ser um. Não peço pena, não peço que me entendam, não me cabe esse direito. Não me cabe o que causo ao mundo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s