no meio do caminho


“No meio do caminho tinha uma pedra.” No meio do caminho eu era a pedra. Atrapalhando o caminho, o meu e de outros, impedindo passagem, dificultando, causando tropeços e encontrões. No meio eu era caminho, no fundo eu era caminho, pelo caminho fui só uma passagem na vida de algumas pessoas, história, memória, lembrança, algo para guardar ou apagar. Eu mesmo deixei pelo caminho lembranças e oportunidades, um pouco de mim e do que sinto, perdi. Meio, parte, incompleto, inconsistente, completamente imperfeito no viver e no ser: errante. E pelo caminho eu sigo, ainda, no meio do caminho. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s