amadurecimento


Cada dia que passa uma descoberta. Cada expectativa, frio na barriga, calafrios e medos, a cada tapa e lágrima, grandes possibilidades de amadurecermos. Somos novos, em dias, anos ou vidas, e temos a cada momentos mais chances de aprendermos mais, novos próximos minutos, décadas ou vidas, em qualquer plano que pudermos existir. 

no meio do caminho


No meio do caminho tinha um caminho. Se antes não sabia por onde andava, agora me encanta não saber onde poderei me permitir ir. No meio do caminho caminhei, corri, pedalei, cai, tive que parar, voltei, recomecei, descobri rotas, sentimentos, sabores e encontrei um pouco mais de mim. Continuarei caminhando e preenchendo a vida de tudo aquilo que puder descobrir. 

porto seguro

Quando só me restarem dúvidas, farei delas o maior impulso na busca de afirmar o que sou e o que sinto. Se as certezas estiverem abaladas, ao menos em mim terei algum porto seguro, a quem recorrer, consultar e reler aquela sinceridade de criança.

Posso oferecer o melhor que tenho, o melhor que sou, meus sentimentos mais puros, meu olhar e timidez, meu carinho e companheirismo. Mesmo as mãos trêmulas de medo pelo que vier a encarar, podem ao se fechar, agarrando uma a outra, ganhar força e coragem. Minhas mãos e palavras não pagam contas, não mudam opiniões, mas minha presença pode ajudar a ser um escudo contra a sociedade e as babaquices do mundo.

Desejo te segurar pela mão, olhar nos olhos e dizer “vamos juntos”.

Não tenho medo das opiniões alheias, pois contratempos e ignorância, intolerância sempre existirão. Meu medo mora em não poder viver o que mais quero.

Se o mundo ruir, mesmo assim eu ficarei. Se todos forem contra, mesmo assim acreditarei. Chegando meu momento e vou brilhar, seguindo meu rumo, refletindo brilho das energias boas à minha volta.

Vamos brilhar juntos, nós que acreditamos na liberdade. “Vamos viver tudo que há pra viver, nos permitir”, acreditando que qualquer dificuldade no caminho é pequena diante das conquistas que tivemos e ainda poderemos alcançar.

sabor da vida

Pedi o cardápio. O garçom trouxe um livro grosso, de tantas páginas não numeradas que nem consegui contar. Disse que tem para todos os gostos, dos mais exóticos aos mais clássicos, de gula à cura, pecado e luxúria até mais pura santidade.

Fiquei sem entender. Mas ao abrir o livro pude abrir a mente, mesmo ainda com enorme incerteza do que era aquilo tudo. Quanto mais folheava via doces, salgados, ácidos, amargos, entradas, pratos principais e acompanhamentos, de todas as cores, dos trópicos, de cada país, curtidas ao tempo. E me enchia de vontade de experimentar tudo, lambendo os lábios, perigando virar enjoo de tanta opção.

Parecia não ter fim, mas o garçom disse que aquele era somente o primeiro volume. Não pude acreditar e nem nos mais criativos sonhos, livros e filmes imaginaria tanta fartura.
Tem sabores que não queremos provar, por medo ou má impressão. Tem sabores que por serem proibido nos atraem ainda mais. Tem aquela que queremos repetir sempre. Tem aqueles que queremos incrementar e melhorar.

Não tem idade pra cair de boca e lambuzar a cara toda. Não tem etiqueta e bons modos. Cada sabor que ainda não foi provado, é sempre um sabor novo.

parece sexta-feira

Virou o dia, ainda é meio de semana, mas parece sexta-feira, tem cara e clima de sexta. Um fim, algo que fica no ar, algo que ainda falta, aquela inexplicável sensação que se o tempo voou, também parou, bloqueado em uma estação que não sintoniza.

Abro os olhos, tento abrir janelas, expor feridas, abrir o peito e o coração, pensar nas possibilidades, e vejo dias e dias passados misturando nostalgia e expectativas, esperanças e planos, confusão e promessas. O chão instável, parece brincar de bêbado e equilibrista. Não adianta assentar o pé, pois é só peso e não firmeza.

Não adianta escrever a própria poesia, pois muitos outros poetas de verdade tentaram entender ou explicar.

Não se faz curva no tempo. Não se pode enganar o destino. Não se sustenta sentimento na dúvida. Não se deve querer tocar o que não existe.

Mas é possível administrar bem e aproveitar o tempo. É possível fazer o destino ser aquilo que conduzimos a partir de sonhos e desejos, e principalmente esforço e dedicação. Com amadurecimento e entendimento é possível fortalecer os sentimentos, quando são puros. E o que não existe, bem, é possível fazer existir, se não puder tocar, sinta.

Parece sexta, mas ainda é quarta-feira. Não terminou, não é o meio, mas é mais um começo. E porque não abrir novas janelas?

tão forte

Sou tão forte, apenas quanto tão fraco assumir ser.
E por ser fraco posso crescer.
Crescendo posso aprender um pouco mais.
E assim ser melhor um pouco mais.
Sou tão forte quanto me fizer.
E acreditar que posso sim ser e conquistar o que quiser.

Sou tão forte em rir das minhas fraquezas.
Pois se fosse capaz de alcanças as estrelas talvez o brilho delas não importasse.

Sou tão fraco em sonhar e cair em tristezas.
Pois é levantando que supero como se forte eu fosse.

ver o mundo

O mundo gira tanto
e há tantas formas de enxergá-lo
vira de lado, de cabeça pra baixo e até ao contrário
invertem-se os papéis
cada momento muita coisa muda

ver o mundo é como olhar no espelho
espanto, alegria, encanto, pranto e planos
nós viramos e mudamos
detalhes em nós que só percebemos quando nos abrimos para olhar de uma outra forma

Tudo pode acontecer
ver o mundo
me ver como mundo
e posso girar. 

basta

Basta sermos loucos
e as contas somem
os problemas evaporam
as consequências se envergonham de existir

basta sermos sonhadores
e as contas são pedrinhas de brincar
os problemas são pegadinhas de professor
e as consequências são as mais coloridas

basta sermos malandros
e as contas são dos outros
os problemas são só seus olhos
e a consequência é nos darmos bem (sempre)

basta sermos nós mesmos
e não dar conta de mais ao que não importa
resolver problemas um a um
e por consequência vivermos em harmonia

ou tentar.

pensando…

Nem nossa própria mente nós podemos dominar, mas acima disso: devemos saber e buscar harmonizar.

. . .

É melhor sentir medo, mas se sentir vivo, do que ter coragem e ficar parado. O medo pode incomodar e impulsionar, enquanto que a coragem pode te fazer acomodar.