nuvens

De nada adianta atirar contra as nuvens
ou jogar tudo para o alto
não são as nuvens que barram nossos sonhos
nem impedem de ver além
basta abir os olhos
basta querer enxergar além

chorar não dói mais que a dor dos reais motivos

chorar é como chover
desaguando máguas, regando esperanças
lavando a lama
e somos nuvens como as de criança
que se traduzem em desenhos imaginários
nuvens poéticas, que são em si sonhos

sonhar não alegra mais que alegrar-se com os reais motivos.

Anúncios

letra

Letra escrita
letra de médico
letra impaciente
letra de analfabeto
letra de música
letra de nome
letra Q
letra de quê?
letra de frase
letra de poesia
letra que diz
letra que engana
letra alternativa
letra escolha errada
letra borrada
letra cantada
letra volume
letra virtual
letra impressa
letra signo
letra textura
letra letrada
letra de gente
letra de máquina
letra que combina
letra que apaga
letra que afaga
letra que sacaneia
letra e…
letra de esperança.

lágrimas de uma noite

Eu vi um menino no rio
olhando para águas turvas e esperanças fluidas
quando reparei, o rio era uma grande poça
o menino não tinha nome
e o que tremulava a água não era vida
mas lágrimas de uma noite escura

eu vi um menino vazio
que nem água turva fluía de seus olhos
através do reflexo fui lembrando:
do nome do menino
e que esperança, para existir
deve brotar de dentro de si

foi então que a noite me ensinou
que uma poça de chuva
de águas turvas
pode refletir aquilo de mais claro que esquecemos de ver
ou aquilo que esquecemos de ser
vislumbrando possibilidades

então vi um menino
de trinta e poucos anos
mas ainda um menino
que sorriu para o próprio reflexo
sem importar o nome
mas com esperanças a assinar pela vida.

poeta tolo

Hoje acordei morto e destruído
me transformei em raio, rápido como trovão
me benzi na água gelada

hoje fui lixo, virei água, farelo e resto

hoje fui herói e vencedor

hoje senti a tristeza me abater
a alegria me animar
a tristeza me ensinar criatividade
e a alegria me fazer repousar

hoje não passo de um poeta tolo
um sonhador de sonho solitário
nem lágrima consegui ser.

Não tenho medo de dizer o que penso.
Tenho medo de só dizer, sem prensar. Tenho medo de não pensar.
Dizendo ou não. (RM)

Se a vida fosse só o que nos servimos à primeira vista, nunca descobriríamos o que é seguir em frente. (RM)

Poesia ao despertar do dia é ainda sonho
Poesia ao deitar à noite é ainda vida. (RM)

Tudo que escrevo é questionável
pois me sobra ignorância e falta beleza poética.
Antes as dúvidas que me despertam olhares curiosos e descobertas
que certezas que se limitam às verdades. (RM)

encanto poético

Hoje a poesia espreguiçou e levantou da cama
bateu à minha porta me sorrindo
e me fez sorrir junto

tomamos um café gelado
para alegrar um pouco a alma

falamos besteira
rimos da vida
rimos de nós mesmos

eu a escrevi
ela me escreveu

hoje o dia foi hoje,
foi ontem e foi amanhã
hoje foi pouco
e deixou um pouquinho de saudade
deixou um gostinho de quero mais

a poesia me trouxe encanto
a poesia me trouxe dúvidas
a poesia me deu força para calçar os tênis
a poesia me pousou na cama
a poesia me deu esperança
mas a poesia também me ajudou a segurar as lágrimas

hoje a poesia me acompanhou.

o espetáculo não pode parar

Se o artista morrer
a arte deve continuar
mais triste, mais forte
mais frágil, mar rica
mais lírica, mais ácida
mais sábia, mais romântica
mais tudo, mais nada
mais sorte e encanto
mais perda
desencanto
mais passarinhos voando
mais do mesmo, mas assim mesmo

o espetáculo não pode parar
o artista empenhou-se tanto em sua obra
para que ao final não fosse em vão
que não fosse apenas final
se assim fosse, que fosse então um final feliz
mas finais felizes são sempre recomeços

o artista não morreu
ele viverá sempre em sua arte
a arte não morreu
ela viverá sempre habitando o artista.

pedalar – modo três

De repente pés e pedais tornam-se uma só coisa
pedivela uma extensão das pernas
numa conexão tão grande
que pedalar sincroniza o ritmo do corpo com o do mundo
e faz tudo girar na mesma cadência

a cabeça respira, livre e leve
sem pensar em problemas

pedalar é como deixar a janela da mente aberta
para respirar as fresco.

pedalar – modo dois

Se olhar para a frente, existe você e o mundo
se olhar para os lados, tem mais gente
se olhar para trás, tem realizações
se olhar para baixo, tem firmeza
se olhar para o alto, tem elevação e espírito livre
se olhar para dentro, tem um mundo inteiro dentro de você

o respirar é mais intenso e vivo
é como encontrar a pessoa amada e sentir o palpitar diferente

se parar, pode até não cair
é a incrível arte de se equilibrar em poucos centímetros
mas a vontade de voltar ao movimento logo te convida novamente
cada vez que continua, não quer mais parar
e pra que?
é tão bom assim.

pedalar – modo um

Se parar, se parar você cai…
se cair, você levanta
se te derrubarem, passe adiante…
se te atropelarem, confirme suas convicções e caia fora…
passa muita coisa, a gente nem vê…
mas o que passa e grava na retina, fica, grava na memória boa…
e isso é para cultivar, de coração aberto.